Rocha mais antiga do sistema solar é recuperada no Museu Nacional

Rocha mais antiga do sistema solar é recuperada no Museu Nacional

 

Pesquisadores calculam que o meteorito tenha sido formada há 4 bilhões e 560 milhões de anos

 

 

A rocha mais antiga do sistema solar, ‘Angra dos Reis’, foi recuperado após o incêndio que atingiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, no início de setembro. De acordo com o programa ‘Fantástico’ deste domingo (21), o meteorito ficou intacto pois estava em um armário de ferro, que o protegeu.

Pesquisadores calculam que a rocha tenha sido formada há 4 bilhões e 560 milhões de anos, quando o sistema solar ainda era uma nuvem de gás e poeira. O meteorito caiu no mar de Angra dos Reis ainda no século XIX. A pedra, que estava a dois metros de profundidade, foi recuperada por três pessoas e doada ao Museu Nacional.

O meteorito não foi o único item recuperado após o incêndio ao Museu Nacional. O crânio de Luzia, o fóssil humano mais antigo das Américas, foi encontrado em meio aos escombros. Segundo a profissional da equipe de escavamento da instituição, Cláudia Rodrigues, o achado está em melhores condições do que se imaginava.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


seis + 6 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>