Se as árvores de Augusto tinham alma, o meu cão Roth era um santo!

Se as árvores de Augusto tinham alma, o meu cão Roth era um santo!

 Há discussão entre os homens que pregam uma coisa e quando os que acreditam nas suas – deles – pregações dão as costas eles negam o que pregaram. Estão fazendo como aquele sociólogo que um dia pediu que esquecêssemos tudo o que ele escreveu.

Agora, cansados do lugar comum,  os sem pecados serão recompensados e os pecadores queimarão no fogo do inferno, a discussão é se “os animais irracionais”, esses em que tenho encontrando mais “humanidade” que em seus racionais donos, irão ou não para o céu.

Eles, no entanto, esses que acham que o céu não é lugar para esses, os animais, nada dizem sobre céu a que estão se referindo. Mas, pelo que dizem, sempre beira do mar, tudo lugar comum, é o mesmo céu para onde acreditam que um dia irão. Pobres coitados! Cheios de fé e vazios de bom-senso.

Nunca parei para pensar (eco ou aliteração?) se no céu cristão – deve ser esse – os animais que não pensam no céu e por isso mesmo são mais felizes que esse que sonham com ele, isto é, como esse céu cristão, terão entrada franca.

Se esses pobres não pecadores estão proibidos de entrar nesse céu ou terão que pagar alguma coisa para se eternizarem nesse paraíso que nada de terrestre tem. Ou ainda se esse lugar está destinado apenas àqueles que almas tem.

Uns dizem que o homem, esse projeto de Deus que não deu certo, somente entrada terá nesse “paraíso celeste” depois de por aqui ter colocado em dia todos os seus pecados.

Dizem mais: depois somente espírito puro, branquinho como picolé de coco, subirá – por que não descerá, o céu não poderia estar aqui embaixo? – nas asas do anjo de Frank Capra.

O Papa Francisco, Chico para os mais íntimos, deixou no ar da nossa fé que os animais também vão para o céu. Não acredito no céu, vocês sabem. No interno? Ora, porque não acreditar? Se o melhor lugar do mundo é aqui e agora, considerando que tudo nesta vida é uma moeda que o destino atira para cima, com cara e coroa, o inferno também neste mundo tem lugar.

 Mas, se existe um céu onde esse projeto de Deus que não certo – o homem – tem um lugar reservado depois de pagar todos os seus pecados por aqui, esses bichos que pecados nunca cometeram com certeza um lugar terão também. A direita ou a esquerda do pai. O lugar é o que menos importa. Animal também é gente. Vocês se lembram. E também tem alma.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


− 6 = zero

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>