Tião Lucena também fez  a festa…
o escriba e o mestre tião sem cerimônia...

Tião Lucena também fez a festa…

Eu Plural: ressacado, confesso, nem ia espalhara palavras neste singular espaço plural. Dá um tempo.  até segunda-feira quando volto a trabalhar. Mas, ainda em recuperação da noite cheia de musica e silêncio, acordei e encontrei essa “consideração tiãoluceana”, própria de quem vê tudo e tudo sabe descrever como melhor dos humores (epa) e estilo próprio, direito com um soco de Mike Tyson nos seus melhores dias, e não resisti: Tião sabe falar melhor  – muito – que eu: a festa taí. Uma festa. Agradecimento  a todos. Falas ai, meu bom Tião:

 

Acabei de chegar da grande festa que foi o lançamento do livro de 1berto de Almeida, ”O que me restou do silêncio”, livro pai d’égua que já li três vezes e vou ler mais três, pois quanto mais leio, mais gosto.

E que festa!

1berto, vestindo um paletó branco em cima de uma camisa vermelha e adornando a cabeça com vistoso chapéu preto, parecia um daqueles autores misteriosos que aparecem de cem em cem anos para plantar uma obra prima e depois somem para mais cem anos de solidão.

O Sesc praia, local bonito e luminoso, ficou pequeno para abrigar a multidão de amigos que foi até lá abraçar o nosso escriba maior. E quem não foi, mandou justificativa por escrito, como mandou Políbio Alves, autor de uma das orelhas da obra. Eu assinei a outra orelha, de modo que, se for por falta de oiças, o livro jamais deixará de ser ouvido.

Morena, a primeira dama, recebia a todos com distinção. Ela e as belas filhas. O mestre Antonio David documentava tudo e o uísque escocês da gema era servido a granel. Paulo Mariano bebeu umas 15 doses pensando que estava tomando “aquele tal de baraná”.

Curtos mesmo foram os discursos. O de 1berto, curtíssimo, porém cheio de conteúdo. Ele disse tudo em três minutos, bem ao contrário do que faz Zé Octávio com sua ampla síntese.

De modo, caro leitor, que quem não foi, perdeu uma bonita festa e agora só resta como consolo ir comprar o livro numa de nossas livrarias a partir desta segunda.”

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

8 comentários

  1. Eu já previra o sucesso! Como em tudo que você faz… sempre há o êxito esperado. E, antes de tudo e além de tudo, Deus esteve presente. Tenho certeza. Prá isso orei!!!! Curte a ressaca pois eu já passei por isso. Se bem que vc nunca teve!!!! bjs no coração prá você e esta colossal e magistral Morena. O texto do Tião foi um primor! abs nele.

  2. Parabéns Humberto de Almeida, pelo lançamento do seu Livro.
    e eu digo A ESSA INDAGAÇÃO,– O QUE ME RESTOU DO SILÊNCIO—
    ( RESTOU A FORÇA DA PALAVRA CALADA E A LIBERDADE SUSSURRADA NO PENSAMENTO DE CADA HOMEM).

    SIGA AVANTE AMIGO.

  3. Quais, as livrarias, que posso encontrar o livro?

    • Humberto

      Leônidas, meu amigo, já se encontra na LIVRARIA DO LUIZ, aquela da Galeria Augusto dos Anjos, esse que tirou férias forçadas e à galeria ainda não voltou! Putabraço!

Deixe uma resposta para Humberto Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


× nove = 63

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>