Todos sabem o que são alhos…

Todos sabem o que são alhos…

Acordo cedo. Nenhuma novidade. Todo ou quase todos os meus dias são assim. Tem dia que esqueço a hora e me perco nos minutos; noutros o inverso. O velho relógio dá o aviso. Mas, afinal, pergunto em cada grito seu, isto é, dele, o que me interessa saber quantos horas passei por aqui, e quantas ainda irei passar?

 Relógio é um bicho perigoso. Muito. Ele, lembrando o meu poeta, “come” gerações!

Amanhece lá fora!

Tenho a mania de mastigar expressões que o povo alimenta como um bicho de estimação. Algumas são arretadas! Dessas eu gosto tanto quanto dessa palavra: “arretada”. Ela me diz o que muitos não conseguiriam dizer se ela não existisse. Arretada. Costumo usá-la ( a expressão)  assim, no feminino. Acho mais arretado.

Arretada é uma palavrinha que serve para quase tudo. Disse quase. Prestem atenção. favor. Pois, afinal, nada é perfeito! Pausa. Nada. Essa é a única coisa perfeita nesta vida. Arretada essa conclusão. Acho. Mas não uso o meu arretado(a) para coisas que não merecem. Coisas ruins?! Não acho que tenha algo de “arretada”.

Mas, amanhecendo em mim, nessa quinta-feira, a cabeça cheia de mistérios, desperto para as expressões que dizem muito sobre um povo. Umas, arretadas, outras nem tanto.

Um exemplo de “expressão arretada”, embora noventa vírgula nove por cento dos que usam a referida não sabem diferenciar as “bolas” ,  é “confundir alhos com bugalhos”. Ouvi essa expressão muitas vezes. E, se não perguntava, a vontade de perguntar era grande: o que são esses tais “bugalhos”? Tenho certeza de que o ar de “vocês estão brincando com fogo” do conversador se transformaria em cinzas.

Assim, nessa manhã somente silêncio em mim, da cabeça aos pés, ouvindo apenas para dentro, deixo a expressão materializada para que os olhos desses não tenham mais dúvida. Alhos,  esses, todos sabem o que são. Bugalhos?! É isso ai que vocês veem: nozes da galha de árvores como o carvalho!

Amanheceu!

Em tempo: estou sabendo  do cacófato do título (outro).

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


um × = 4

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>