UM ESTUDO DO LACRI

UM ESTUDO DO LACRI

(Um texto de J.M. Victor)

 

Quando fui procurado pelo professor do Curso de Formação do Ator da Universidade Federal de Alagoas, que estava montando a Peça Teatral a Cruz da Menina, ele ficou surpreso quando afirmei que a peça era baseada em fatos reais.

Acredito que a maioria dos paraibanos sabe da existência, em Patos, do santuário dedicado a Menina Francisca que foi morta por seus pais adotivos na década de 20. Um belíssimo projeto do arquiteto Régis Cavalcante.

Minha peça tinha sido premiada no IV Concurso Nacional Universitário de Peças Teatrais do Serviço Nacional de Teatro, realizado no Rio de Janeiro no ano de 1978, cuja comissão julgadora, entre outros, tinha os atores e diretores teatrais Cecil Thiré e Sérgio Brito.

O Curso de Formação do Ator descobriu a peça no livro publicado pelo antigo SNT. Foram eles, da UFAL, que informaram que minha peça estava na relação de uma publicação do Laboratório do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, que reuniu no trabalho “Infância e Violência Doméstica: seu debate no âmbito do teatro internacional e brasileiro”, um número considerável de peças que tratavam do assunto. O que mais me impressionou foi que meu nome estava listado, com comentário, junto aos grandes teatrólogos brasileiros como Nelson Rodrigues e Francisco Buarque de Holanda. A peça tinha sido escrita em apenas em um mês, e era minha primeira experiência literária.

A Cruz da Menina foi montada em várias cidades e capitais, como também na cidade de Fernandópolis, onde foi escolhida para participar do Mapa Cultural Paulista. Acho que o meu nome na lista do LACRI é devido a pouca produção nacional sobre o assunto, ou talvez, como afirmou o jornalista Hilton Lima, “A Cruz da Menina é uma peça simples, popular e atual”. E eu acrescentaria: de um patoense que nasceu às margens do Rio Espinharas.cruz da menina dois

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


três + 2 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>