Um novo Herói Nacional ?

Um novo Herói Nacional ?

Assisti, via televisão, a manifestação contra a presidente Dilma Rousseff. Agora, sem nenhuma surpresa, vi que Lula, antes um “herói nacional”, e o Renan Calheiros, esse que nunca teve vocação para o heroísmo, mas para ex-croto, também entraram no pacote.

 Vi, também, que o Juiz Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato, substituindo o Joaquim Barbosa na imaginação popular, tornou-se o mais novo “herói nacional”. Não serei prolixo. Nunca fui. Mas, dessa vez, serei o mais sucinto possível. Tenho medo de um povo que anda precisando de heróis. Confesso. Medo. Repito.

 A frase, “Triste de um povo que ainda precisa de heróis”, é do dramaturgo Bertolt  Brecht. Mas, antes mesmo de ele torná-la visível, sempre pensei assim. Também nunca deixei de desconfiar que o autor da frase, com essa frase sua, referia-se a Governo e governantes. Eram esses em que ele pensava quando cunhou a frase. Nunca esquecer:

 Lula foi herói um dia. E até pouco tempo, favor não esquecer, Dilma também foi heroína. Se o Sergio Moro é o nosso herói? Não tenho heróis. Não acredito neles. Repito: todo ele, sem esse S, tem os pés de barro e o respectivo monossílabo de hemorroidas.

 Não. Sérgio Moro não será o nosso herói. Ou melhor: o herói de vocês. Afinal, data vênia para repetir, não tenho herói. Nem heróis

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


nove − 5 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>