UM SAMBA ABENÇOADO!

Não sou muito do consultar o Dr. Google. A maioria das palavras e pensamentos aqui espalhados é responsabilidade única da memória. O Samba da Benção, do qual sou fã desde menino-jaguaribe, pois é mais uma composição excelente da “imortal” dupla, apesar de ambos com roupas trocadas e morando noutra cidade, Baden Powell e Vinícius de Moraes, é do ano de 1965. Pausa. Se não “é”, foi lançada nesse ano.

Vibrei quando assistindo ao filme Un homme et une femme (Um Homem, uma Mulher), lançado no ano de 1966, com direção de Claude Lelouch e tendo como protagonistas os bons Jean-Louis Trintignant e Anouk Aimée, ouvi em francês, claro, esse Samba da Benção servindo de “fundo musical” para essa história de amor que nunca me esqueci de lembrar. Achei também bacana.

Só estranhei o fato de nesse filme a que assisti não constar os nomes dos compositores.  Tudo bem. Em outras copias, segundo li por aí, constavam. E somente isso aconteceu, isto é, constar os nomes dos dois brasileiros, porque Vinicius ameaçou processar o diretor. Mais isso é outra história. A música que agora escuto é o que vale.

Arretada!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


dois + 4 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>