UMA TELA DE MERDA!

UMA TELA DE MERDA!

Outro dia, conversando com a Rosa, a minha, falando sobre arte, campo que ela entende muito e muito bem, levantei a questão sobre o preço de algumas obras artes. Caríssimas! E não importa – nunca – o que o artista utilizou para realiza-las.

Outro dia, nesse mesmo papo, lembrei-me da manchete que me deixou ainda mais abestalhado com o preço de uma obra de arte:” Pablo Picasso destrona Bacon e Munch com Les Femmes d’Alger (version O). Escultura de Giacometti também bate recorde e torna-se a mais valiosa de sempre no mercado leiloeiro”. O valor da obra? 159,3 milhões de euros!

Agora, lembrando esse papo com a Rosa, a minha, me veio à cabeça a história de artista negro, nascido em Manchester (ou seria caribenho?), Chris Ofili, que usa bosta – nada de cocô – de elefante em suas criações artísticas.  E sabem o preço de cada obra sua, ou melhor, dele? Muitas passam dos R$ 5 milhões!

 É a marca, foi o que disse a Rosa, a minha. Não é a tela em si que estão comprando, mas um artista que virou marca. A marca que vende! Andy Warhol? Nenhuma dúvida: a marca! Um cara que morreu lá pelos anos de 1987 e continua vendendo – a marca – mais do que nunca!

 Ah, sobre obra do rapaz que usa merda de elefante? Curto e – como nunca fui – grosso: uma merda!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


× 2 = doze

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>