Valeu, Sérgio! O Zelão chorou por ti!

O cantor, compositor e cineasta Sérgio Ricardo, expoente da bossa nova e do cinema novo, morreu na manhã da última quinta-feira, 23, aos 88 anos, no Hospital Samaritano, na zona sul do Rio de Janeiro

Uma das figuras mais importantes na MPB na era da militância pelo retorno da democracia nos anos de ditadura militar, Sérgio Ricardo se tornou célebre, sobretudo, a partir de 1967, quando foi vaiado ao participar do 3º Festival da Música Brasileira ao concorrer com a canção Beto Bom de Bola, considerada difícil por alguns jurados e de menor apelo popular do que sua concorrente, Maria, Carnaval e Cinzas, defendida por Roberto Carlos. Sérgio ainda tentou cantar durante as vaias, mas não conseguiu vencer os gritos da plateia. Ele então se irritou, disse “vocês venceram”, bateu com o violão no palco até destroçá-lo e o arremessou à plateia.

eu plural: eu bem que poderia dizer mais. mas não adiantaria tanto. nem muito nem pouco. sempre fui um  fã de joão lutfi (seu nome de batismo). zelão é o minimo. o trabalho dele vai além. mas fica a nossa homenagem.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


+ 7 = oito

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>