Vídeos

esse João valia muito! ah, e ainda Vale!

um dia bem distante, muito mesmo, encontrei esse maranhense em nosso belo teatro santa rosa. estava descalços,  usava calça top, usada, camisa  mangas compridas, listada, aberta no peito e mangas arregaçadas. era o projeto Pixinguinha. o saudados projeto Pixinguinha. –  joão por aqui, o show vai começar ? – tô  sabendo, camarada, mas preciso molhar a garganta! precisava. a minha ... Leia Mais »

AULA DOS CRAQUES DO “GRUPO DE RISCO”

vocês sabem. ou não sabem. eu sei: não sei desenhar. nunca tentei. verdade. mas, se desenhasse eu soubesse, ideias eu as teria para tanta coisa boa que podeira ser transformada em desenho. charges. cartuns. essas coisas. vocês sabem. um dia disse isso para o henfil. ele sorriu. ora, cara, tu queres fazer tudo! saber tudo! dessa vez quem sorriu foi ... Leia Mais »

PORQUE ME UFANO DA MINHA CIDADE ? ORA, POR QUE NELA ESTÁ O MEU BAIRRO JAGUARIBE!

verdade. essa cidade está para este escriba assim como rimini está para o fellini. o federico. eu gosto tanto dessa cidade que se ela não existisse… ah, se ela não existisse eu também não existiria! não existiria jaguaribe! dona chiquinha ? ah, essa existiria! ele veio de outras plagas! outros céus! do céu! o compadre heráclito? esse sempre existirá!  mas, ... Leia Mais »

Lembranças de “broto” Spencer

Morreu e eu gostava muito. Mentira. Nunca fui de assistir a filmes seus. Deles. Seu e do companheiro que, também não vou mentir, não suportava.  Se assisti a algum filme dele, deles, não me lembro. Acho que nenhum.  Era um bom sujeito. Bonachão. Cômico às vezes. Tudo que eu sabia deles, sabia fora do cinema. Jornais e televisão. Era assim ... Leia Mais »

Gonzaguinha e o Gentileza amansador dos burros homens

profeta

Gosto dessa música de Gonzaguinha. Confesso.  Letra somente ternura. Um Gonzaguinha somente ternura.  O canto é  melhor ainda. Pausa. Gonzaguinha na verdade nunca cantou.   Um dia – no Teatro Santa Rosa – ele me disse: não cantava. Nunca cantou.  Mas sabia como poucos dar o  seu – dele – orecado.   Isso ele fazia e queria fazer: dar o seu recado. ... Leia Mais »

e não é que bateu uma saudade danada de dona chiquinha!

não me perguntem que eu não saberia dizer como surgiu a historia. surgiu. apenas. gil de rosa é de uma capacidade feladaputa de perceber e descobrir letras de musica nos escritos deste malabarista de palavras. isso mesmo. apenas. nada mais fiz que contar uma história de dona chiquinha. nada acrescentei. um perfil de filho que aprendeu a perfilar a mãe. ... Leia Mais »

NEM ASSIM…

Sérgio Sampaio morreu no rio de janeiro em 1984. Mudou-se desta para melhor – se existe mesmo outra nenhuma dúvida tenho de que é melhor do que esta – com apenas 47 anos de idade. Trocou de roupa.  Ouvi muito Sérgio Sampaio na minha juventude. Muito.  Sempre gostei de sua voz aguda. Era diferente das muitas vozes agudas que ouvia. ... Leia Mais »

Vale a pena ouvir de novo

Só isso. Repito: “Em 15 de Setembro de 1968 Caetano Veloso participa do Festival Internacional da Canção, o FIC, defendendo a musica “É Proibido Proibir” a plateia no teatro TUCA, da PUC-SP vaia selvagemente Caetano que explode num discurso inflamado, neste vídeo o áudio legendado do discurso e fotos desse momento histórico da musica brasileira.” Leia Mais »

discurso do meu grande ditador

não me lembro de quando assisti pela primeira vez ao “grande ditador” do Chaplin. faz tempo. não foi no cine Santo Antonio, Jaguaribe ou São José. não sei mesmo em que cinema ouvi o discurso do ditador pela primeira vez.  ouvi. assim mesmo.  pois na verdade pouco ou quase nada entendi. sorria. apenas. os trejeitos de Chaplin me levavam às ... Leia Mais »