Visitando a União e  quebrando um pouco do  silêncio de sua história!
Guilherme Cabral e eu

Visitando a União e quebrando um pouco do silêncio de sua história!

Não poderia esquecer de visitar os colegas de palavras e ideias e pensamentos no Jornal (com maiúscula) A União, e falar do nosso O que me restou do silêncio… E assim o fiz!

Não poderia perder a oportunidade de encontrar num “só pacote” gente boa como Guilherme Cabral (a matéria sobre o fato sai amanhã, sexta-feira), Alexandre Macedo, Geraldo Varela, Hilton Gouveia, Walter Galvão, Gilson Renato e toda uma turma que vem “tocando em frente” essa que foi a primeira escola do muitos de nós jornalistas parahybanos. Foi ali onde espalhei as minhas primeiras mal-traçadas ainda no frescor (epa!) dos meus 15 anos!

Mas, para que não confundam as coisas e troquem os fatos, o fato se deu ainda naquele prédio que tinha uma  bela Águia lá em cima vendo tudo e tudo contando através das páginas de a velha A União!

Aquele mesmo prédio hoje transformado numa Casa Legislativa que um décimo – quase escreve “centésimo” – da velha e histórica A União não vale. Uma casa sem história. Na minha história essa Casa não entra.

Mas não era isso que eu estava querendo dizer. Apenas que encontrei essa boa turma e fui entrevistado por esse excelente repórter, o Guilherme Cabral, sobre O que me restou do silêncio…, esse, se qualquer dúvida, com lançamento certo para amanhã, às 19h, no SESC da praia. Era isso o que estava querendo dizer. Portanto, disse.

 

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


+ nove = 17

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>