… AÍ ELE PEGOU O SEU UKULELE E GRAVOU

a história desse jovem e muito gordo artista havaiano é mesmo interessante. ou melhor: o que eu soube a seu – dele – respeito é mesmo muito interessante. ninguém o conhecia o suficiente para lhe contratar para um show ou cantar “apenas” a composição que o deixou mais-ou-menos famoso. então o que fez ele? improvisou.

em 1988, como me contaram, ele, Israel Kamakawiwo’ole (é seu nome. pode tentar pronunciar), ligou para um estúdio, lá na terra dele, e disse que precisava gravar. e os caras do estúdio: ????? tenho um uma ideia! eureca! e deixaram o cara entrar.

ele entrou e, sem quaisquer ensaios prévios, gravou sua versão daquela musiquinha bonitinha e melosa (Somewhere Over The Rainbow) que a Judy Garland canta bem bonitinho no seu (sic) Mágico de Oz.  tudo de uma só vez. num único take. pegou o seu único, ele somente, e mandou brasa. pronto. a história é essa.

os caras do estúdio gostaram e os que não estavam nele também.

Israel morreu aos 39 anos e as pessoas continuaram achando a sua gravação arretada de boa.

agora me digam se é fácil o cara chegar numa editora e dizer eu tenho ideia de um livro espetacular. só me falta quem escreva a história e um edito quer diga ¨eu tenho esse cara e o seu livro-ideia vou publicar sem querer nem saber da sua história nem da sua ideia”.

quem é esse cara? vou dar uma pesquisada e conto pra vocês.

(https://www.youtube.com/watch?v=V1bFr2SWP1I)

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


− 6 = um

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>