Arquivos Mensais: abril 2020

bob dylan em 17 minutos é um saco!

bob

Serei breve: posso até ouvir Bob Dylan, mas dele nunca fui um  fã. Respeito esses. Por que falo isso agora? Simples: depois de oito anos sem apesentar nada inédito, Dylan aparece agora com “Murder Most Foul”.   A expressão é shakespeariana.  Terríveis os assassinatos. Por ai. Só uma coisa mais: não bastassem os 17 minutos do Bolero do Ravel que o ... Leia Mais »

Um copo na mão e nenhuma ideia na cabeça

homem no mercado dois

Só sei que foi assim.   A quarentena nem tinha começado direito. Pausa. Nem errado. Pra que mentir?  Sair só por uma extrema necessidade. Apregoavam. Apregoam. E estão certo. Errados são os que assim não saem. Por extrema necessidade.   Na verdade “ficar em casa” é uma boa para este MB. Desde que ele esteja em paz. Tudo em paz ... Leia Mais »

Dizendo fora do “Book” sem dar a “Face” pra bater!

face pra onde vou

(Terceira parte)    Digo mais: vocês que não veem o meu rosto nesses longos e hoje tenebrosos dias, não sabem o ar de bem-estar que ele carrega. Estou bem. Ar de bem-estar. Assim mesmo. Rimando para provar que mesmo se me chamasse Raimundo não iria ficar satisfeito em ser apenas uma rima, desejaria mais, ser o próprio mundo, esse seria ... Leia Mais »