a minha charge

a minha charge

a charge é um pouquinho antiga. mas vale lembrar. também tive uma ideia parecida. uma pena não sabe “fazer bonequinhos”. esses são mais fáceis. ideias. essas ficam para poucos. acho. a frase, uma “facada quando não mata, elege”, achei arretada. excelente tirada. tudo a ver. muita gente somente soube quem era o presidente eleito depois dele. isto é. dessa facada que nunca desejei que tivesse acontecido. um adepto de corpo e alma da “não-violência”. tudo bem que aquele que prega a violência deve estar preparada para enfrentá-la. recebê-la. a charge? arretada!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


dois − 1 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>