ATÉ SEGUNDA-FEIRA…

Eu gosto dessa música do Chico Buarque. É de minha 1968. Nem me lembro mais onde e quando a ouvi pela primeira vez. Uma dúvida, porém, eu não tenho: ainda era quase menino de pernas bambas e braços nus correndo pelas campinas do meu bairro Jaguaribe.

Eu disse e vocês leram: eu gosto dessa música. Não é uma Rita, essa eu gosto mais ainda. Mas de uns tempos pra cá a Segunda-feira tem sido a minha semana. Não somente um dia, mas uma semana. Eu passei a vê-la como o primeiro dos meus  dias da semana.

Eu tenho amigos que não gostam da Segunda-feira. Se eles tem razão? Tem e dou-lhe a minha: eles não conhecem a minha segunda e por isso não sabem por que faço dela o melhor dos meus!  Mas, por outro lado, esse o lado deles, eu respeito e muito: triste da segunda se todos gostassem do domingo.

Prestem atenção: como compositor, Chico melhorou muito. Natural, não? Mas acho que a voz de Chico, como aquela propaganda de um cabelo que passou pelas nossas cabeças e somente a voz deixou, continua a mesma. Ah, que venha logo a minha Segunda-feira!

Em tempo: simples, curta, mas deixa um belo recado:

Por isso eu conto a quem encontro pela rua
Que meu samba é seu amigo
Que a minha casa é sua
Que meu peito é seu abrigo...

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


8 + sete =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>