BOBAGENS, MEUS FILHO, BOBAGENS!

BOBAGENS, MEUS FILHO, BOBAGENS!

Ás vezes paro no tempo, embora continue seguindo a minha vida, e fico a me perguntar: porque evoluir? Atingir a evolução tão esperada cheia de expectativas fantásticas, com grandes descobertas da ciência?

A evolução de que falo, nessa minha parada, é pensada em todos os campos da ciência. No universo administrativo e cibernético. Na física e na química.  Refiro-me a tecnologia em toda a sua profunda. Uma tecnologia abrangente, não limitada a uma descoberta ou outra isoladamente.

A metodologia implementada no século passada, trouxe-nos bons resultados ou não? E os Direitos Humanos? Ah, nesse não cabe sequer a menor das reflexões. Isto, claro, considerando a forma com que eles são tratados em nosso país. Esses na verdade são direitos de poucos.

Eu me preocupar com programação televisiva, quando na realidade existe uma forma de nos livrarmos dela? Simples; o controle foi criado para isso mesmo – desliga-se!  Então vejamos: o que você assiste lhe faz bem!? Você coloca em prática o assistido?  É um mau ou bom o seu aprendizado?

A verdade é que se a gente discutir costumes, atos e ações, terminaremos entrando em conflito a toda hora. Serão muitas as discussões involuntárias. Ora bolas! Se todos são diferentes, não podemos ser iguais nem mesmo nessas diferenças.

Vamos por etapas. Em primeiro lugar, sem querer misturar as coisas, política com religião e outros, somente faça ao seu próximo, mesmo estando esse distante, o que você gostaria que ele lhe fizesse.  O tempo é outro, minha querida!  Nossos tempos são outros. Sejamos, pois, amigo do tempo.  Sim, do tempo, esse senhor bonito como a cara do filho de Caetano Veloso.

Vou te contar um segredo: o tempo para você não evoluiu E sabe por quê? Você é preconceituosa!  Nunca aprendeu que cada um deve escolher o seu próprio veneno nesta vida. E isso, minha querida, é chamado de “Livre Arbítrio”. Ah, por falar em religião, mesmo não querendo, como não falei, fica cada vez mais evidente que somente DEUS nos liberta. DEUS é único!

Mas eu ou você pode ser um Deus, no sentido de “poder” fazer tudo que temos vontade.   Isto desde que assumamos os nossos atos e ações. E isso, minha querida, mesmo que muitos não queiram aceitar, se chama evolução. O meu DEUS? Ah, esse é misericordioso. É um Deus que não faz “cara feia” nem mesmo para os que nele não creem. Um Deus que não ameaça com o “fogo do inferno” somente porque você esqueceu que Ele é único! É onipotente, onisciente e onipresente!  É um DEUS da Boa Nova!

Porém e enfim, você que posa de crítico e conhecedor das coisas do céu e da terra, recolha-se a sua insignificância, e reflita sobre a sua forma de julgar. Ah, vou além: pra você existe Céu lá em cima?  Não, minha querida! O céu existe dentro de cada um de nós! Nesse podemos viver em paz com a nossa consciência, por sabermos que somente a prática do bem nos faz melhorar com ser humano.  Você é como um Narciso ao contrário: desmaia ao ver, através do seu rosto, a feiura que por dentro carrega!

Vade retro!

Tom Reis

Tom Reis

(UM TEXTO DE TOM REIS)

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


dois − 1 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>