E SE O MATADOR DE JOÃO PESSOA FOSSE ASCLÉPIO OU ESCULÁPIO ?!

E SE O MATADOR DE JOÃO PESSOA FOSSE ASCLÉPIO OU ESCULÁPIO ?!

Enquanto os nossos cientistas estudam a influência dos raios solares na menstruação das borboletas, por aqui o tema vez em quando volta à tona: a mudança do nome de nossa capital.

Aqui da minha ilha cercada de livros e discos e filmes por todos os lados assisto a tudo e não fico mudo. Verdade.  Se assim eu ficar não mudo nunca. Os mudos, sem esse S, não mudam com o seu silêncio.  E por não ser nem querer ficar mudo  não posso ficar calado.

Mas não vai demorar para mais uma vez o coça-coça recomeçar. Uns querendo Cabo Branco e outros Parahyba. E outros ainda confessando o seu amor por uma Parahyba nua, sem o ipisilone e o agá, argumentando que assim vai deixá-la com a aparência de “gente velha”. Preconceito? Mais um.

Mas tem  ainda aqueles  que não são do cordão azul nem do encarnado e  por isso mesmo não querem Cabo Branco nem Paraíba. Vira bagunça. Esses defendem um nome mais bonito como alvorada, entardecer, borbulhante, caleidoscópio, multicolorido, telescópio, ambivalente e outros menos conhecidos.

Particularmente sempre imaginei minha capital  com outro nome. Achei uma  sacanagem o que fizeram com o velho e belo nome dela. Também sei que o povo não tem nada a ver com isso. Se tivesse sido consultado,  o inocente e pobre (não direi “ignaro”) povo meu não iria trocar uma “Parahyba” velha conhecida por um nome do momento, um acontecimento passageiro.

Também não sei em que mudaria se a capital da Parahyba – por exemplo – passasse a se chamar Cabo Branco ou Tambaú. Um fato, porém, não posso omitir: não gosto do seu nome atual.  Ficou velho  e ultrapassado.  E não é  só pela maneira com que esse  nome foi imposto. O nome é feio mesmo.

Mas  lá no fundo e  bem no fundo da mente, pensem comigo: não seria muito pior se o desafeto de João Dantas  tivesse sido um sujeito chamado Esculápio, Asclépio, Parmênides, Titirixebas, Chananeco ou Clorisbadeu?

Paraíba, capital… Jaguaribe? Deixa pra lá!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


− três = 2

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>