Moro: se sobrar pra mim, tudo bem

Moro: se sobrar pra mim, tudo bem

“A gente tem que partir do pressuposto de que acima das ambições pessoais há uma necessidade da união do centro. Meu nome está à disposição, mas quem decide essa questão é o partido, especialmente o presidente Luciano Bivar, que tem sido o principal agente de formação desse centro democrático”.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


5 + seis =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>