SE DESSEM FILÉ AO POVO ELE ESQUECERIA A SOPA DE OSSOS!

SE DESSEM FILÉ AO POVO ELE ESQUECERIA A SOPA DE OSSOS!

Imaginem se esse mesmo povão que é fã e devorador voraz dos discos do Amado Batista, dia sim, dia não para não cansar o seu pobre espírito trabalhador e mal recompensado pudesse ouvir um Beethoven, Mozart ou mesmo o bolero de Ravel, esse exercício musical que Jurandir do Sax montado numa piroga banalizou tanto que se tornou insuportável para muitos ouvidos, em pouco tempo, apesar de já entranhadas na alma, ele esqueceria as suas “Princesa” e “Seresteiro das noites”.

O problema está em oferecer ao “povão” o que eles, os donos dos meios de comunicação (aqui se leia também “donos do meio de produção”) querem oferecer. Um produto barato, super comercial, lucrativo e que tenha um retorno imediato. Um circo bonito, lona colorida, belos números de mágica e ingressos acessíveis. Mas para entrar, se preciso for, o povão vende até o pão da ceia natalina.

A assim, usando a música como “comissão de frente”, pouco a pouco, o povão iria provando outras iguarias. Um dia, filme do João Batista de Andrade, outro do Nelson Pereira, depois do Cacá Diegues. E eis que de repente, sentindo que a “barriga” estava acostumada a “nova comida”, desceria um Glauber Rocha!

Em seguida, bem devagarzinho, como aquele famoso bode intelectual do Henfil, o Francisco Orellana, ele começaria a “comer” páginas do Guimarães Rosa, Euclides da Cunha, Machado de Assis, Graciliano Ramos, Gilberto Freire e, quem sabe um dia, os versos do meu Mário Quintana.

Em síntese: deem ao povão JP-Sax e Brazilian Trombone Ensemble, que ele em pouco tempo esquecerá Aviões do Forró e Banda Calypso.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


dois × = 14

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>