AS CERTEZAS DE MARIO QUINTANA

AS CERTEZAS DE MARIO QUINTANA

 

O espaço é meu e de vocês. Mas, sem cabotinismo, sempre o considerarei mais meu que de vocês. Afinal, esse espaço tem a minha cara. Ele é singular por ser este titular um sujeito plural.

Agora, nesse exato momento, leio o meu poeta Mario Quintana. Os versos de Mario, se poeta eu fosse, seriam os meus ou aqueles que eu gostaria de escrever.

Não sou poeta. A poesia é para poucos. E entre esse poucos Mario está na primeira fila. 

Vale ler e pensar na poesia de Mario. Uma beleza! Faz um bem danado. Essa é a minha certeza.

Poetisa, Mario!

 

“Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho…Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento…e não brinque com ele.E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca cresça, para que eu seja sempre eu mesmo.Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer, quero ter forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe…Que ele é superior ao ódio e ao rancor, .Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas” – Mario Quintana

Compartilhar...Share on FacebookTweet about this on Twitter

2 comentários

  1. Gil de Rosa (Gilberto Nascimento)

    Belíssimo, meu caro amigo/irmão. Grande Mário…

    Abraço fraterno, Gil.

Deixe uma resposta para Humberto Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


5 − = dois

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>