SP e Portugal: acordo prevê recuperação do Museu da Língua

SP e Portugal: acordo prevê recuperação do Museu da Língua

O acordo prevê apoio técnico para a recuperação, divulgação, intercâmbio de informações e a possibilidade de agendas/exposições conjuntas

O governador Geraldo Alckmin e o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, participaram neste domingo (11) da cerimônia de assinatura de Acordo de Cooperação entre o Governo do Estado de São Paulo, o Instituto Camões e a Fundação Roberto Marinho para recuperação do Museu da Língua Portuguesa.

O acordo prevê apoio técnico para a recuperação, divulgação, intercâmbio de informações e a possibilidade de agendas/exposições conjuntas envolvendo a promoção da língua portuguesa.

O Museu da Língua Portuguesa é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura do Estado, concebido e realizado em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Tem como patrocinador máster a EDP, como patrocinadores o Grupo Globo e o Grupo Itaú e o apoio do Governo Federal, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. O IDBrasil é a organização social responsável pela gestão do Museu.

Estiveram presentes também o Primeiro Ministro de Portugal, Antonio Costa, o Secretário da Cultura do Estado, José Luiz Penna e o Secretário-Adjunto da Cultura, Romildo Campello e o secretário-geral da Fundação Roberto Marinho, Hugo Barreto.

Histórico da Reconstrução

O Museu da Língua Portuguesa está em obras de restauro das fachadas e esquadrias desde 21 de dezembro, etapa que deve ser concluída em outubro deste ano. Várias  providências foram tomadas logo após o incêndio que atingiu o espaço em 21 de dezembro de 2015. As ações emergenciais começaram apenas 48 horas após o acidente, com o objetivo de preservar o conjunto arquitetônico, protegendo as áreas descobertas das chuvas e retirando os escombros. Dentre elas, a impermeabilização das lajes expostas, instalação de sistemas de drenagem e construção de uma cobertura provisória, além da limpeza de equipamentos e mobiliário.

Em janeiro de 2016, foi firmado convênio entre a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, a Fundação Roberto Marinho e a organização social IDBrasil, com o objetivo de reconstruir o Museu da Língua Portuguesa.

Em março, o Governo do Estado de São Paulo e a Fundação Roberto Marinho deram início a uma articulação junto à iniciativa privada para apoiar a reconstrução. A aliança solidária foi realizada com o apoio da Granito & Partners, e resultou nos patrocínios firmados com a EDP, Grupo Globo e Grupo Itaú.

Três meses depois, foi realizado na Pinacoteca de São Paulo um seminário aberto ao público, com participação de profissionais envolvidos na criação e operação do Museu, com o objetivo de debater as conquistas e os caminhos para sua reconstrução, após o incêndio de dezembro de 2015. Ao longo de todo ano de 2016, o IDBrasil realizou atividades educativas e exposições itinerantes em São Paulo.

Em dezembro do mesmo ano, as empresas EDP, Grupo Globo e Itaú consolidaram a Aliança Solidária, anunciando seus patrocínios.

Estão em curso, desde 21 de dezembro de 2017, as obras de restauro da fachada e esquadrias. Esta etapa tem previsão de conclusão em outubro deste ano.

O custo total da reconstrução está estimado em R$ 65 milhões. O valor de investimento da iniciativa privada no projeto será de R$ 36 milhões, em até 4 exercícios. O restante virá da indenização do seguro contra incêndio.

Sobre o Museu da Língua Portuguesa

Em 10 anos de funcionamento, o Museu recebeu cerca de 4 milhões de visitantes (319 mil destes em ações educativas). Primeiro do mundo totalmente dedicado a um idioma, trouxe ao país um novo conceito museográfico, que alia tecnologia e educação. Com uma narrativa audiovisual e ambientes imersivos, permitiu aos visitantes descobrir novos aspectos do idioma, elemento fundador da cultura do país.

Foi eleito pelo Trip Advisor um dos três melhores museus do Brasil e da América Latina em 2015. Sua instalação na Estação da Luz é simbólica: foi ali o ponto de chegada de imigrantes de vários lugares do mundo, com diferentes idiomas e sotaques, no coração de São Paulo – maior cidade de falantes de português do mundo. Com informações do site do Governo do Estado de São Paulo.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


+ 1 = nove

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>