Uma festa belíssima ess poema do Chacal

Uma festa belíssima ess poema do Chacal

Podem me bater,  prender e até me matar, mas eu não mudo de opinião: esse é um dos mais belos poemas da língua portuguesa.

Fosse este Malabarista de Palavras um poeta, depois dele,  o silêncio se faria. E os outros que fossem paridos  seriam apenas palavras.

Vou retificar: belo não, belo é o meu neto Belo. O poema é belíssimo.

FB_IMG_1670170523142

 

Compartilhar...Share on FacebookTweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


sete − = 6

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>